NotasdoSubterrâneo#13 Podias Erpior+lançamentos

outubro 27, 2010

Voltando aqui com as atividades no blog depois de algum tempo parado.

A novidade é os novos lançamentos do meu selo, o punch drunk: o 5 way  cd conspiração coração ao contrário que conta com músicas inéditas das bandas Estudantes(RJ), Ornitorrincos(RS), Velho(RS), Renegades of punk(SE) e Homem Elefante(RJ).O disquinho saiu já tem algum tempo e pode ser comprado por apenas 10 reais pelo email: villaverde78@gmail.com

Conspiração coração ao contrário

Também foi recentemente lançada uma gravação da Podias serpior, uma banda das antigas daqui de porto alegre na ativa desde 1994.

É o primeiro lançamento virtual da Punch Drunk, mas também lançamos uma versão física do petardo no formato demo-cdr. São 13 musicas muito rápidas que acabam assim que vc apertar o play no seu cd player!

Musicas próprias e algumas versões como “adolescente perdedor” do Queers.

Capa PodiaS Erpior

O link para baixar é este aqui:

http://www.mediafire.com/?b8oov3r6d5cuw6o

É também com a Podias Erpior que realizamos nosso ultimo podcast Notas do Subterrâneo, no qual conversamos com os integrantes Patrick e caixa D’água, que também fizeram as seleções musicais dos blocos 2 e 3.

Eles nos contam sobre o inicio da banda, causos de uma Porto Alegre dos anos 90’s, influencias e a atual fase da Podias Erpior.

podiaserpior ao vivo em algum ano distante

Para escutar clique aqui:

http://www.archive.org/details/notasdosubterraneo13podiaserpior

Bloco 1-
Night Fever-new blood
Regulations-Baghdad Beach Party
Masshysteri-Dom Kan Inte H_ra Musiken

masshysteri

Bloco 2

Defalla-Satisfaction
Cólera-Medo
junior murvin- Police & Theives

Bloco 3

NOFX – Drugs are good
Descendents-i’m not a loser
Fun People-skateboard from hell

Bloco 4
Podia ser pior-7 da manhã
Podia ser pior-Galeto de igreja
Podia ser por-vai te fude/Continuo
Podia ser pior-Bebendo por dois

Notas do Subeterraneo#10 Entrevista Vida vegan

setembro 10, 2010

Allan Chaves- Vida Vegan

Neste número entrevistamos os amigos de longa data Allan Chaves e Gabriel Soares, que faze parte do coletivo vida vegan, hoje radicados em São paulo. Ativos na cena punk/hardcore desde o fim dos anos 90, sempre indentificados com a postura straigth edge, em especial ao veganismo. O Allan saiu viajando pelo Brasil dando cursos e palestras sobre uma culinária livre de crueldade, enquanto o Gabriel, que é fotografo, o acompanhou em sua jornada fotografando tudo. Mais informações  sobre o vida vegan aqui: http://cozinheirovidavegan.wordpress.com/

Sempre admirei o trabalho do Gabriel como fotógrafo, ele é responsável por inúmeras fotos de bandas da nossa cena local e estava sempre nos shows comparecendo e fotografando. Sentiremos sua falta por aqui. Boa sorte para vcs em São Paulo!

aqui o seu flickr: http://www.flickr.com/photos/gabrielsoares1978/

E é sobre isso que conversamos: sobre as tours divulgando esta ideologia, sobre a cena hardcore do inicio dos anos 2000 em Porto Alegre, entre outros assuntos.

Gabriel Soares- Vida vegan

os blocos musicais foram escolhidos pelo Allan e o Gabriel, acho que só escolhi o Fela Kuti no final.

link para o podcast aqui: http://www.archive.org/details/NotasDoSubeterraneo10EntrevistaVidaVegan

Bloco 1
XamorX-Ato I
XamorX Todos Juntos
Dead Fish- Sonho Médio

Bloco 2

Black Flag-rise above
Poison Idea-The number one
No Violence-By my side

No Violence, Santo Antônio da Patrulha, 2004

Bloco 3

Johnny Cash-I Walk the Line
Chico Science e Nação Zumbi-Meu maracatu pesa uma tonelada
Little Joy-brand new start

Bloco 4
Husker du-Book About Ufos
Masshysteri- â hatkärlek
Lifetime-verona kings

O clássico Hello Bastards do Lifetime. Chamávamos isso de "emo" na época...

Bloco 5

Fela kuti-Evething Scatter

Fela Anikulapo Ransome Kuti- Rei da Nigéria, rei do Afro-Beat

Jay Reatard R.I.P.

abril 30, 2010
Jay retard 1980-2010

Jay Reatard 1980-2010

Tudo bem nao é novidade… sei que todos ja sabem do seu falecimento em janeiro deste ano, mas o Jay Reatard era um dos musicos que eu mais estava escutando nestes ultimos tempos.

Lembro-me que momentos antes que saber da noticia de sua morte eu estava indo para o serviço escutando seu disco Blood Visions no meu mp3 player.Ex-integrante de bandas como The Reatards e Lost Sounds, Jay teve seus ultimos discos lançados pelo selo Matador Records nos quais fazia uma mistura muito criativa de garagepunk com outras influencias.

Resenhas Rápidas

abril 30, 2010

Megadrivers-CDr Demo

São Leopoldo e Novo Hamburgo, cidades de colonização alemã aqui da região metropolitana de Porto Alegre sempre tiveram tradição de bons serviços prestados para o underground local: quem não lembra dos fanzines que circulavam por São Léo (apelido carinhoso do local) nos áureos anos 90 como Ta e daí?, Vermes das Ruas, Domestic Dog, Madame Satã Ouvindo HC, e And Chimarrão for All, bem como da Vianna Moog liderada pelo talentosíssimo poeta Everton Cidade?

Mateus em um show da megadrivers

Pois é desta região que vem os Megadrivers que faz um som bem influenciado por Mudhoney,Green River e toda aquela patota da Sub Pop que mandava bala nos já citados anos 90, naquele movimento musical qual a mídia um dia cismou em chamar de grunge. Mas de saudosos o pessoal da Megadrivers não tem nada: fazem o agora acontecer sempre agitando a região com shows, e honrando a tradição zinística local, a baixista Polly edita um fanzine chamado “Aborta” recheado de textos bem legais.

megadrivers

Esta demo tem 4 musicas nas quais se destacam “21 de Abril” e “Soda Cáustica” sendo esta última uma candidata a hit local!

http://www.myspace.com/megadrivers

Fuzzfaces-Vooodoo Hits CD

Somente agora peguei este CD que reúne gravações feitas entre 2001 e 2003 desta banda da zona leste de São Paulo,  que foi uma das primeiras do Brasil a fazer garage pos 60’s na pagada das bandas obscuras de coletâneas como a Back From The Grave e Pebbles e também das bandas do garage revival 80’s como o Fuzzztones, Chesterfiels kings entre outras.As gravação são entre 2001/2003 e foi compilado pelo selo argentino Rastrillo Records.

Fuzzfaces

Logo na primeira música “Fita K7” eles já dão seu recado: guitarras carregadas de fuzz bateria simples em ritmo tribal, e vocais rasgados cantando temas sombrios e incomuns. simples assim. Mas muito eficiente. Destaque para a vinheta de “A Garota do Corcel Vermelho” de sua primeira demo, retirada do raríssimo filme Brasileiro dos anos 60 “Se Meu Dólar Falasse”.

O disco tem 18 musicas as quais quatro são regravações de artistas como Thee Mighty Caesars(umas das muitas bandas do genial Billy Childish), e Q65.

Vídeo de “hospício”

O Fuzzfaces que conta com Andreia Crispim, Wagner ‘Fuzz” Tal, Gregor Izidro e Sir Uly (que também toca nos Os Haxixins)  deu uma parada em 2007 e voltou as atividades ano passado.

Notas do subterraneo #9 Entrevista Com Curcio Corsi

abril 28, 2010

Curcio Corsi foto por paulina

http://www.archive.org/details/NotasDoSubterraneo9

Esta banda carioca esteve tocando aqui em Porto Alegre semana passada.O som me lembrou muito as bandas da Ebullition e Crimethinc por unirem experimentalismo, barulho e principalmente política radical. Alguns integrantes tocam em outras bandas como o Vivenciar e participam de diversos coletivos. Junto a eles estava o Gustavo, do selo Oxenti records com o qual também conversamos.

Ele tem um disco que tem uma arte totalmente artesanal que acompanha um belíssimo zine com textos políticos.

Entre em contato

http://www.myspace.com/curciocorsi

Bloco 1

MDC -Corporate Deathburger

Abuso Sonoro – É Assim Que Nos Querem

Catharsis- One minute closer

Catharsis

Bloco 2

Libertinagem- Love song

Joy Division – New Dawn Fades

Egg hunt – We All Fall Down

Egg Hunt: Projeto de Ian MacKaye e Jeff Nelson Entre o Embrace o e Fugazi

Bloco 3

Converge – Concubine

Embrace – Give Me Back.mp3

Cap’n Jazz – Yes, I’m Talking to You.mp3

Se isso for emo então eu gosto: Cap n Jazz

Bloco 4

Black Flag – My War

Fun People – Take Over

The vicious-the Pigs

Os suecos do The Vicious

Ellos son, Los Violadores

abril 27, 2010

Como o no último post o Dieguis falou das bandas argentinas, aqui vai o trailer de um documentário que saiu recentemente sobre o Los Violadores,  a primeira banda punk de lá:

Notas do subterraneo #8 Dieguis “Jersey Killer” Casas

abril 27, 2010

Entrevista com Dieguis “Jersey Killer” Casas

Dieguis: "Temos la impunidad del Rock!"

http://www.archive.org/details/NotasDoSubterraneo8
http://www.archive.org/details/NotasDoSubterraneo8

Este pibe de Buenos Aires ja é quase brasileiro de tanto vir para porto alegre.fala portugues melhor que eu já.
sempre é um prazer recebe-lo aqui e trocar ideias, pois temos a mesma idade,mas como ele mesmo fala temos a impunidade do punkrock.logo temos alma de 19 anos.
Muitas coisa que conversamos nao consigo conversar da mesma maneira com amigos mais jovens pois eles nao compreendem certas coisas e ideais que nós tiozinhos de mais de 30 ainda talvez por um idealismo bobo e nostálgico ainda cismamos em acreditar…
No podcast conversamos um pouco disto: de como esta nova geração se bate com a nossa,seja nos valores e/ou modo de encarar o punk(ou a vida).Internet,rapidez, muita informação em um clic mas sem alma e muito menos aquela surpresa de uma nova descoberta que poderia mudar o rumo de sua vida fútil.
Voce se lembra a primeira vez que escutou Dead keneddys? ou deletou aquela track 6 que voce nem sabe de onde veio?
Dieguis também nos fala sobre o inicio do punk na argentina,sobre suas bandas como o venice,e claro vende o seu peixe falando  do Jersey Killer seu novo projeto.

Bloco 1
Los violadores-para que estoy aqui
Massacre palestina- diferentes maneras
Restos Fossiles- La maquina de perder

Massacre Palestina: skate punk desde Buenos Aires

Bloco 2
Venice-Job search
Venice-Hardcore hero Worshippin
Jersey Killr-Fool
Jersey Killer –Dumb song

Dieguis em ação com o Venice

Bloco 3
No class-too tired to think
Possuído pelo cão-demoncracy
Skate aranha-Raise the black flag

Os brasilienses do Possuido Pelo Cão:Poney e Barbosa mandando um crossover para geral

Cemitério Perdido dos Filmes B

abril 26, 2010

No Brasil, um país com quase nenhuma publicação relacionada aos filmes que gosto este livro escrito pelo César Almeida é muito bem vindo: aqui você encontra resenhas de filmes de diretores marginais como Roger Corman, Gordon Parks, Dario Argento, Willian Castle, entre outros,  que desafiaram o esquemão do cinema convencional ao fazer filmes baratos, divertidos, transgressores e principalmente criativos.Li nele algumas curiosidades como por exemplo que Elvis Presley fez um pedido de casamento  para a atriz Tura Satana, do classico filme Faster Pussycat Kill KIll.

sim Jack Nicholson tambem fez filmes B

São abordados subgêneros do cinema como Blaxploitation, Mondo, Eurocrime, Giallo, Hammer Horror, e Spaguetti Western.

Entenda que o cinema que você gosta não começou com o Tarantino…

Cesar Almeida em entrevista a TVE

The Tingler um dos filmes resenhados no livro

texto do release:

“É provável que você já tenha ouvido falar nestes filmes. Contudo, poucas vezes a verdadeira importância de títulos como estes é apresentada honestamente pela história oficial do Cinema.
Os chamados filmes B dos anos 50, 60 e 70 são cultuados ao redor do mundo e nunca estiveram tão em voga. Em tempos modernos, a internet desempenhou um grande papel no resgate de muitas destas obras primas.
Foi justamente em um blog, o B MOVIE BOX CAR BLUES, que surgiu a idéia de reunir em livro, pela primeira vez no Brasil, resenhas dos mais destacados filmes daquela era já distante e lendária.
Este verdadeiro Cemitério perdido dos Filmes B tem a intenção de guiar os curiosos e os cinéfilos brasileiros através do lado obscuro do Cinema, da arte ao lixo, da genialidade à loucura, da paixão por fazer filmes à pura malandragem.”

Os 4 Do Apocalipse: Thomaz Albornoz, Eu, Blob e Cezar Almeida

“Gênios ou loucos? Aproveitadores ou revolucionários? Conheça a história de homens e mulheres que não desfilaram pelos tapetes vermelhos de Hollywood. Personagens que escreveram a história do cinema por linhas tortas, pavimentando o caminho para as grandes produções. Nomes como Roger Corman, Russ Meyer, Mario Bava, Terence Fisher e Jess Franco, que abriram passagens, quebraram tabus e tornaram-se mitos, influenciando até hoje cineastas da estirpe de Tim Burton e Quentin Tarantino.”

O Cemitério perdido dos Filmes B traça um panorama do Cinema de baixo orçamento através das resenhas de 120 produções de diversos gêneros. Um retrato honesto e divertido dos heróis não celebrados da Sétima Arte.

Tudo isso e muito mais no Cemitério perdido dos Filmes B. À venda através do e-mail sartanawest@ig.com.br. Nas melhores livrarias do Brasil

A Volta Do Flipside

abril 25, 2010

nova edição do flipside disponivel apenas em pdf

O Flipside, juntamente com o Search and Destroy,Slash,Touch and Go,Forced Exposure, Maximum rock n roll entre outros, foi um dos zines americanos mais importantes .O editor, Al Flipside começou com ele em 1977 e encerrou suas atividades em 2000. Ele voltou em uma versão em pdf e pode ser baixado neste link:

http://www.box.net/shared/he86j5ykxh

Capa com Exene Cervenka do X nos primordios do zine

D.I na capa de uma edição antiga

Tour do Darge no Brasil

abril 24, 2010

O Darge é como o Disclose encontrando Olho Seco.Uma banda crust D-beat do japão com um brasileiro na formação,então tem algumas letras em portugues.Este brasileiro em questão  é o Rafael Yaekashi, cara por traz do selo Karasu killer(www.karasukiller.com) que lança bandas brasileiras no Japão.Rafael também foi colaborador da  Doll,lendária revista americana de musica underground.O Darge tem lançado além de “odio” seu disco mais recente, o cd  “Desespero” pelo selo japones MCR Company,  e a compilação 4 Way For Destruction”com os também japoneses do Encroached e os brasileiros  do Massacre Em Alphaville e Under The Ruins.Formado na cidade japonesa de Gifu, o darge é formado além de rafael que segura o baixo e vocal,  por Oze guitarra/vocal pelo  baterista Shinnosuke.

darge ao vivo

aqui vao as datas da tour

– 28/04 (Qua) – Florianópolis / Plataforma / SC
– 29/04 (Qui) – Porto Alegre / RS
– 30/04 (Sex) – Águas Lindas / Parque da Barragem / GO
– 02/05 (Dom) – Goiânia / Capim Pub / GO
– 05/05 (Qua) – São Paulo / CCPC / SP
– 06/05 (Qui) – Vista Alegre do Alto / Clube VAA/ SP
– 07/05 (Sex) – Indaiatuba / Plebe / SP
– 08/05 (Sáb) – São Paulo / Hangar 110 / SP
– 09/05 (Dom) – São Caetano do Sul / Cidadão do Mundo / ABC

O show em Porto Alegre vai ser no Entrebar quinta 29/04 e começa as 21hs.Eles tocam junto com as bandas gritos de ódio(nao confundiar com a finada banda capixaba),no masters,conduta destrutiva,ferida e trash.a entrada é 7 reais.

cartaz do show em porto alegre

Mais informações:
http://www.karasukiller.com/dargebraziltour2010.htm