Cemitério Perdido dos Filmes B

No Brasil, um país com quase nenhuma publicação relacionada aos filmes que gosto este livro escrito pelo César Almeida é muito bem vindo: aqui você encontra resenhas de filmes de diretores marginais como Roger Corman, Gordon Parks, Dario Argento, Willian Castle, entre outros,  que desafiaram o esquemão do cinema convencional ao fazer filmes baratos, divertidos, transgressores e principalmente criativos.Li nele algumas curiosidades como por exemplo que Elvis Presley fez um pedido de casamento  para a atriz Tura Satana, do classico filme Faster Pussycat Kill KIll.

sim Jack Nicholson tambem fez filmes B

São abordados subgêneros do cinema como Blaxploitation, Mondo, Eurocrime, Giallo, Hammer Horror, e Spaguetti Western.

Entenda que o cinema que você gosta não começou com o Tarantino…

Cesar Almeida em entrevista a TVE

The Tingler um dos filmes resenhados no livro

texto do release:

“É provável que você já tenha ouvido falar nestes filmes. Contudo, poucas vezes a verdadeira importância de títulos como estes é apresentada honestamente pela história oficial do Cinema.
Os chamados filmes B dos anos 50, 60 e 70 são cultuados ao redor do mundo e nunca estiveram tão em voga. Em tempos modernos, a internet desempenhou um grande papel no resgate de muitas destas obras primas.
Foi justamente em um blog, o B MOVIE BOX CAR BLUES, que surgiu a idéia de reunir em livro, pela primeira vez no Brasil, resenhas dos mais destacados filmes daquela era já distante e lendária.
Este verdadeiro Cemitério perdido dos Filmes B tem a intenção de guiar os curiosos e os cinéfilos brasileiros através do lado obscuro do Cinema, da arte ao lixo, da genialidade à loucura, da paixão por fazer filmes à pura malandragem.”

Os 4 Do Apocalipse: Thomaz Albornoz, Eu, Blob e Cezar Almeida

“Gênios ou loucos? Aproveitadores ou revolucionários? Conheça a história de homens e mulheres que não desfilaram pelos tapetes vermelhos de Hollywood. Personagens que escreveram a história do cinema por linhas tortas, pavimentando o caminho para as grandes produções. Nomes como Roger Corman, Russ Meyer, Mario Bava, Terence Fisher e Jess Franco, que abriram passagens, quebraram tabus e tornaram-se mitos, influenciando até hoje cineastas da estirpe de Tim Burton e Quentin Tarantino.”

O Cemitério perdido dos Filmes B traça um panorama do Cinema de baixo orçamento através das resenhas de 120 produções de diversos gêneros. Um retrato honesto e divertido dos heróis não celebrados da Sétima Arte.

Tudo isso e muito mais no Cemitério perdido dos Filmes B. À venda através do e-mail sartanawest@ig.com.br. Nas melhores livrarias do Brasil

Anúncios

Uma resposta to “Cemitério Perdido dos Filmes B”

  1. Cesar Almeida Says:

    Fala, Daniel! Muito obrigado pela divulgação! Grande abraço!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: